terça-feira, 20 de maio de 2014

eu não posso controlar todos esses raios que me encontram eles me encontram. vão me condenar por não andar na linha já estou de sobreaviso mas eu sei o que é andar na linha, eu sei que o choque se disfarça de algodão. pois eu também. estabilidade é correria. não vai ter descanso, na linha não tem descanso. eu quero descansar, dizer te amo sem pedir o troco. e vem as trovoadas, eu não as controlo. eu canto e finjo que assinei um documento. mas eu sou muito debochada. eu cedo meu corpo pro diabo. ambas saimos satisfeitas. eu passo um café e vou embora. eu esqueci o que eu tava dizendo... era o quê mesmo? não me importa. não tenho nenhum compromisso com isso. nem com nada. eu sou um problema.

2 comentários:

beto,,, disse...

ambas saimos satisfeitas. adoro.

beto,,, disse...

ambas saimos satisfeitas. adoro.