quarta-feira, 8 de setembro de 2010

Leo dormia tranquilo por baixo de limpíssimos lençóis azuis.
Súbitamente desesperadamente assustadoramente acordou com as explosões e caiu da cama.
Era Paula. Que, calçando apenas um scarpin de couro preto 15cm, jogava bombas de efeito moral em seu quarto.
E ria, ria loucamente. ainda mais sonoro e ainda mais profundo quando saiu desfilando nua pelas ruas de braços abertos.

2 comentários:

bbrant disse...

vc ia gostar de ler "Era uma vez o amor mas eu tive que matá-lo..." autor colombiano >> Efraim Medina Reis.

seus textos agressivos são uma premissa, há de continuar!

beto,,, disse...

essa Paula é demais...