terça-feira, 15 de fevereiro de 2011

sombra de dúvida.
eu nem percebo. às vezes. droga de espírito escapista.
o estado é menor que os riscos
e eu posso morrer a qualquer momento
caibo no coração do cairo
agora que fogo é o que quero
e pedras nas janelas dos carros
bom se eu só quisesse deitar em lençóis limpos e ter sonhos mornos
me engaiolar nessa branquidão moca da tristeza das segundas-feiras
e eu posso morrer a qualquer momento
mas mais
mas nada mais nada do que isso
segunda, quarta, quinta-feira
pode-se achar que é uma disputa eterna entre azar e sorte
em brasília sol e aumento de nuvens pela manhã.
pancadas de chuva à tarde e à noite
o dia de hoje terá gosto de pêra
vou me masturbar a tarde inteira.

2 comentários:

chora rita disse...

caibo é tão ousado e peculiar. o cairo nem tanto. linds!

beto,,, disse...

fogo e pedras nas janelas dos carros.